Pesquisar este blog

segunda-feira, 23 de maio de 2016

A Força. Carta 11 do Tarot.



A nossa força interior não deve ser reprimida nem menos extravasada de forma descontrolada. 
O Leão interno precisa ser delicadamente domado. 


Para conduzirmos nossa extrema Força Interior, precisamos conhecê-la, perscrutar todos os recônditos de nossa alma, para com delicadas mãos, conduzir nossa vida, guiados pela voz do coração. Guiados pela voz do Leão Interior. 

Que pode nos levar à infernos se desenfreado, ou à Realização, se em equilíbrio com o Amor e a Ética. 


Hoje, escolhi essa imagem, que retrata de uma forma doce, o que é a verdadeira força. Que não é física, mas sim, nasce da pureza e sabedoria do coração...



A Dança do Ventre, dentre tantos outros conhecimentos, é uma das formas de se obter as chaves que destravam nossos caminhos. 
Ela não é o caminho, mas sim, a porta de acesso ao Seu Próprio caminho, seu próprio trabalho, ao seu Próprio Conhecimento, que te guiará em direção a Tua Fonte de Sabedoria. 


Dominar o próprio corpo, fazê-lo dançar com precisão, transformá-lo no instrumento que torna visível a música ouvida, nos ensina o caminho do controle, do equilíbrio, e do manejo suave do corpo e sua energia vital, que busca ir direto e reto de encontro com a Nossa Própria Divindade. 


Existem muitos meios de encontrar o Equilíbrio. Mas sempre, a mais poderosa chave, será àquela que é conquistada no encaixe perfeito de duas mãos. Mãos que nasceram para manterem-se entrelaçadas. 


E encontrar o jeitinho de domar nossa força, é crucial para a eterna união dessas mãos, corpos e corações. Pois a Energia, precisa ser sempre controlada, e o Amor, manter-se aquecido. Pois a sua chama, a tudo conduz com perfeição. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário